sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

SURFANDO NO MAR DO AGREGADO DE BRUXARIA TRADICIONAL











Por Azazel Semjaza Lvnae


”Eu te amo Thiamat...A Deusa Dragão que dança...
Pelos  campos celebrando...com os pagãos”
Faée Lvnae

No final da década de 90 e até meados de 2004, ouvíamos dizer que para ser Bruxo deveríamos adorara a Grande Deusa Mãe e sermos Matrifocais, até tentamos, mais era muita testosterona junta e não deu certo...

Deveríamos cultuar Deuses Celtas ou Gregos e Celebrarmos a diversidade das crenças e magia da Europa, para sermos aceitos como parte da elite Pagã Nacional.

Como não aceitávamos essa visão e muito menos éramos partidários de uma ginecrocracia bruxistica no mundo, fomos eleitos “persona non grata” no meio de Bruxaria e Paganismo Brasileiro.

Cá estávamos nós sem ter o que fazer, surfando na web daqui para lá e de cá para li, cuidando de meu bom Café Mania, quando o velho Diabo, sobrou no ouvido, meu filho vai fazer algo de útil e aí, browser apostos, abrir aqui e abrir lá, és que se não quando, nos deparamos com um site de um tal conselho de Bruxaria, imediatamente minha mente ferveu, eu já tinha visto essa idéia antes, onde?
Humhumhum.....deixa ver....pensa...pensa.............ah!!!!!! Lembrei, em São Paulo e posteriormente aqui mesmo na Bahia, até fui a um jantar patrocinado com esse intuito, ao chegar e ver as peças ali reunidas, foi notório que tal coisa não devia ser levada a sério.

Mas voltemos ao surfe virtual...

A Curiosidade mãe de todas as desgraças, me fez ler o link institucional do tal site e tinha lá de cara o chamativo que dizia que Bruxaria Tradicional tinha como objetivo servir para preservar e reconstruir o agregado cultural da crença específica européia...

...Tive uma sincope de risos.......Passada a sincope... Percebi que não era uma pegadinha...Por Nossa Senhora... Não era brincadeira de adolescente não......Limpei as lágrimas que caíram com o riso...

E percebi que o que estava escrito era sério, em tom áspero, eivado com uma pretensa sabedoria de conhecedor dos mistérios mais profundos que une o céu e a terra...

Segundo o site, para sermos considerados Bruxos Tradicionais temos somente que preservar e reconstruir o agregado cultural da crença específica européia?  Era isso mesmo?.... Li, reli, li outra vez....Parem!!!!, por favor...parem o mundo que eu quero descer....O grande segredo da Bruxaria Tradicional é simplesmente um meio de preservar o legado da cultura européia?...Meu Deus, quanto tempo passei enganado e longe da verdade... Esse site me abriu a visão além do alcance, como a espada de Tandera....

O pior é que .... Afirmação do site passa bem longe de ser verdade....
Porque o legado do agregado cultural da crença específica européia, são mais bem preservados pelos Governos do que pela turba que se dizem Druidas e Bruxos.

O legado Europeu, com certeza inclui adoração e veneração de Deuses das Antigas Religiões Estatais....

Porém, mesmos os Deuses a Seres Europeus antigos se vivos fossem hoje, teria que se adaptar a uma realidade informatizada... Um mundo novo onde não se pede ou se faz Feitiços e Magias para se obter boas colheitas, mas sim para se ter prosperidade, arrumar um novo emprego ou obter um carro novo,  e não devemos esquecer-nos da grana para pagar o famigerado cartão de crédito....

Mas afinal, conheço tantos que fazem ritos de prosperidade e não conseguem segurar o velho é bom visa ou mastercard na carteira e todo mês vive a incomodar o outro mundo pedindo grana e grana....

Mas voltando ao cerne... 

Tenho estado nesta via da arte e ofício desde 1993 e neste tempo venho gastando dinheiro com viagens, compras de livros, iniciações, estudos, práticas, tenho me dedicado a aprender a Magia Natural, Feitiçaria Medieval, Feitiçaria Colonial e Pragmática, tenho me debruçado com afinco ao estudo da Bruxaria Antiga e Medieval, por vias sérias de antropologia, história, mitologia comparada, ciência da religião, filosofia, línguas, etc... Apenas para preservar um legado de culturas antigas da Europa? ... Sem nenhum objetivo maior?........

Fala sério...Então é assim que se ensina sobre as origens e história da Bruxaria, essa é a base real?

E eu por aceitar uma Bruxaria Histórica, não sou Bruxo, devo ser qualificado de que?....Deixa ver: Macumbeiro, Juremeiro, Catimbozeiro, Mandingueiro...Vixe!!Meu Rei!!...Que adjetivos mais pejorativos.... Eu adorei todos.... Pelo menos preservam  algo de meu sangue, terra e legado real...

.... Eu não sou tão ingênuo ao ponto de acreditar que esse era um segredo passado de geração a geração, de boca a ouvido e que esse foi o motivo da perseguição a chamada heresia das feiticeiras na idade média.

...Por favor, me bata um abacate com limão e mel....Você deve está de brincadeira?...Deve ser brincadeira sua sim, pois não faz muito tempo que você pousava nos braços de certa linha feminista do ecletismo wiccano... E hoje se diz Bruxo Tradicional, defendendo justamente os mesmos Padrões New Age e de luz, paz e amor, sacou bicho!!! Como sendo Bruxaria Tradicional...

Deixa eu te falar algo que você não sabe: Bruxaria é um meio de Alcançar a Gnosi, um conhecimento que nos transporta além dos limites estabelecidos pela moral, portanto, sempre será uma heresia, quer seja contra a religião dominante ou ao sistema de verdades estabelecido...

Na Bruxaria Tradicional você aprende que ao realizar a magia ou feitiço, você muda a realidade ao seu redor, e ao fazer isso deve ter o lampejo ou faísca (e aqui entra a linguagem mística que você não gosta) do martelo que toca a bigorna (mente) e do raio (conhecimento e iluminação) que toca a terra (meu corpo), assim você compreende que se pode mudar a realidade toda ao redor, você dever de mudar dentro, e transformar-se...

A Bruxaria Tradicional é um meio capaz de nos provocar as mudanças e conduzir o Adepto a obter o domínio sobre o si - mesmo, evitando as armadilhas do ego (Anjo/Daemon), ela nos molda e transforma, nos faz mergulhar no espelho do ego e nos reflete, assim ela é um meio de auto-transformação e  auto-deificação.

Na Bruxaria Tradicional Você aprende o Caminho Sagrado, sim irmão, Sagrado e Tortuoso, pois nele nosso Iniciador não fica saltitando pelos Campos e nem cantando em Línguas Européias, mas sim honra os Mortos Poderosos desta Terra... Nós honramos o solo com conotação e conexão necromântica e não como se morássemos no Campo ou fazenda...

...Não fingimos que nossos terraços ou Lages são florestas verdes cheias de fadas e duendes, com deuses e deusas bonachões...

...Nós vamos a Floresta sim, pois sabemos exatamente os meios e modos de encontrar a Deusa dos Três Caminhos, ele nos ensina como vê além dos seus véus. Mas, aqui não vou te revelar o segredo...

....Porque é tão simples, mais tão perigoso que você não saberia lidar com isso...

...Aconselho começar com a Deusa Mãe de Todos (aqui é um mistério) antes de beijar o Sapo e lamber a Rã...

...Continui pregando essas pretensas verdades...

Nada que a Leitura de Eliade Mircea, Joseph Campbell, Carlos Ginzburg, Lauro de Mello e Souza,  Carlos Roberto Figueiredo Nogueira  e Geraldo Pieroni, dentre outros, rapidinho não coloque por terra...a exemplo do fanático protestante que acaba num curso de história ou teologia de uma faculdade Federal...se desviando ao saber que vivia uma ilusão...e que a verdade não era o que lhe ensinaram...nas escolas dominicais...

Outra coisa respeite o Clã de TubalCaim, eles não são desculpas para sua ignorância, aliás, aconselho qualquer um a baixar e ler as Cartas de Robert Cochrane que são assim um dos maiores legados da Bruxaria...Robert Cochrane deve está se revirando no Túmulo quando você e alguns  de seus seguidores usam ele como desculpas....Eu fiquei fulo    quando vi você apelando e subestimado a inteligência dos outros, dizendo que tudo que seja contrário ao seu modo de ver e ensinar a Bruxaria é obra dos famigerados TubalCaim...Só posso crer que você tem trauma profundo de rejeição com eles, eles com certeza não lhe aceitaram para iniciação...

Ah!!! Esqueci de avisar...Bruxos Tradicionais e Grupos Tradicionais quando alguém lhe pedem iniciação rejeitam...Pois eles usam os augúrios e observam o pretendente por um bom tempo antes de chamá-lo, eu disse chamá-lo, sacou? Para a dedicação...

Meu querido... Eles não abrem escolas de bruxaria...  Não fazem sites para fazer proselitismo e muito menos aceitam qualquer Conselho de Bruxaria que não seja e de sua própria linhagem e sangue...

Outra coisa absurda que vi foi à forma de honrar a Terra nos moldes do Paganismo Europeu Medieval que você cita... Em nenhum livro, tese, ou escritos medieval ou de pesquisadores modernos e até mesmo de praticantes como Robin Artisson, Michael Howard, Nigel Pennick ou Andrew Chumbley não há qualquer menção ao antigo culto pagão de honrar a terra na idade média, pelo que vemos essa idéia não faz parte da Bruxaria Tradicional...

O que parece é que esse é conceito novo, herdado do Neo-Xamanismo, com suas terapias e cursos exotéricos....Aliás, você não perde tempo em anunciar cursos  também...no site né?

Nos tempos atuais podemos desenvolver um meio de honrar o solo para um Bruxo que more no Campo e dele retire seu sustento.

Mas...Qual é a melhor maneira de respeitar à natureza (solo, flora e fauna) como também lugar onde nossos ancestrais viveram?

Na forma de agregado cultural e de crença específica européia?

.................Ou.....................

Numa forma do agregado cultural e de crença específica do local onde vivemos?

...Acredito que não preciso responder...

... Mas para não me chamar de radical, até que acho o conceito de honrar e conectar o solo bom (e o pratico, como já disse a cima,  dentro da ótica necromântica)...

O site também faz menção de que no Brasil  não havia Bruxaria Tradicional...e num artigo a cerca do fato, o membro do Conselho de Bruxos chega a afirmar que o que se fez foi emparelhar as  artes malévolas perseguidas pela inquisição com Bruxaria...e o motivo se deu porque o Brasil foi colonizado por forte influência cristã...Aqui não teve jeito..tive outra sincope de riso.

Realmente no Brasil não existia antes de 1500, aquilo que se padronizou na  história e antropologia como Bruxaria... Mas depois,  com o degredo, negar que Bruxas e feiticeiras foram mandados  para as terras de cá e aqui encontraram um campo vasto de feitiçaria com os índios e depois com os negros, fazendo sim nascer uma forma de Bruxaria que é facilmente reconhecida fora do Brasil, como sendo Tradicional e ser cego ao extremo....Curiosamente,...  Até mesmo a Cristandade reconhece esse fato...os únicos que renegam esse fato são os Bruxos Brasileiros com sua síndrome de vira-lata....
...Só me faltou perguntar qual era a religião do nosso colonizador Europeu?...
....Mas me contive, vai lá que o grande professor de historia do Conselho de Bruxaria cai na asneira de dizer que era o Paganismo e que Thiamat a Deusa Dragão Gigante, cujo corpo foi criado o mundo, segundo os mitos mesopotâmicos, dançava pelos Campos Celebrando com os Pagãos nos idos de 1500...

...Só para  constar, não queria está perto de um Dragão Fêmea Gigante Bêbada de Vinho, vai lá que ela arrote fogo ou pisotei um devoto....que estrago num seria...

...Mas voltando à realidade, qualquer criança do 6º ano sabe que toda a Europa era cristã e o Cristianismo influenciou as mentes, moral e a verdade dos Europeus e que qualquer forma de pensamento fora do estabelecido era heresia...

E nisso fica claro que durante a histeria da inquisição qualquer culto pagão seria denunciado como heresia... E então a melhor maneira de sobreviver era fazer como Roma fez  durante as conquistas e o negro fez nas terras Brasílis apoiado pelos colonos, a lá exemplo da Roma Imperial...ou seja, o sincretismo entre suas Religião e práticas...e nisto consiste o Segredo da Iconoclastia da Arte, que é a sua real e verdadeira forma de Heresia, com teu sagrado Tabú, evocar o Deus das Artes no ícone vazio da Fé dominante...Nisso consiste parte do segredo da máscara que nos fez sobreviver...e não num culto agrário de Deusa e Deus de luz e amor....

Outra critica que fazem é no tocante a Caim e Abel, eu poderia passar horas discorrendo sobre o assunto, que é mais uma forma de máscara da Arte, vale apena acrescentar que não é a simplória doutrina de dualidade de Bem X Mal ou Luz X Trevas e sim um dos Arcanos do Ofício.

... Abel é o Homem Mortal, o Ser de Barro, o Ego...
... Caim, é o Homem de Fogo, o Transformador, o Homem que conhece sua essência humana e divina...o que sacrifica seu ego em prol de sua renovação.
... Isso, dentro dos mistérios, origina STh (a criança da promessa), o Ser de Luz, que está envolto nas trevas e precisa ser libertado, ocasionando a apoteose (iniciação) que nos move dentro de Destino, a verdadeira Deusa...

Por isso a Igreja  buscava, conforme o Maleus Maleficarvm, a marca de Caim ou da Bruxa, o sinal de aceitação dessa HERESIA...

... Apenas para que você entenda o real sentido dessa HERESIA: Ele apregoava a salvação por meio de esforços próprios (ordálias), sem um mediador, sem um salvador....Rejeita assim o sacrifício de cristo na cruz  para salvara a humanidade dos seus pecados, e prega o auto-sacrifício (assassinato de Abel) como meio de salvação....Essa Heresia então nega a ressurreição de Jesus, que é a base da fé cristã; e prega o renascimento e a renovação do homem (STh)....e por meio disso ele, o Homem, retorna ao paraíso perdido (a pureza espiritual primeva, representado por Adão e Eva).. Isso simbolizamos no Housle ou Bodo que é a Partilha de Pão ou hóstia e Vinho... O Banquete do Sabá...

Sim...o Sabá existe, não o Sabá  num parque de piquenique, onde cada um leva um docinho e um suquinho para partilhar... como se fora um encontro no Parque Jellystones do desenho de Zé colméia e Catatau....E se discute o quanto a Deusa Tripla é boa, cheia de luz e sua face negra é a bondosa e sábia....Mas, o Sabá para nós é um sonho Feito Carne... onde encontarmos a Deusa dos Três Caminhos e das Três Faces e é realizado no portão da Hipynogogia, nele o estado da mente é velado nas três formas da Deusa, a saber: Dormindo (Donzela), Sonhando (Mãe), Acordado (Anciã)... Nada Além disso aqui pode ser dito..a Não ser que você aprenda a Arte de casar a Terra e o Céu ou transformar o sapo em principie...


Quanto a  critica a cerca do Diabo o verdadeiro iniciador da Bruxas, não vou entrar em pormenores, para não expor o quanto seu mapa enraizada o leva a rede de segurança de jesus...mas, saiba que, no aqui e agora... Quando abrimos o olho do Diabo, ou realizamos a Dança das Bruxas... dentro do limite da realidade que você conhece... se permite que as Bruxas e Feiticeiros comam criancinhas assadas (PÃO ou HÓSTIA) e suguem e bebiam seu Sangue (VINHO) de meninos pagãos (desculpe o trocadilho....) ou seja os que não foram batizados..Será que você entende essa linguagem? ...será que entende o sentido de  reversão  e antinomia no Osculu Infame?...ou apenas repete o que o o perseguidor da Arte quer....? 


Por causa de pessoas que pensam como você..... o Sabá que era algo real e palpável.... passou a ser um encontro fora dos limites da cidade (moral e dogma), num lugar além da percepção visível onde somente através dos sacramentos que nos faz pular entre as realidades se chega...


Você  pode encontrar fragmentos desse mistério (de velar)  sagrado nos mitos de Arthur quando Avalon desaparece nas Brumas ou aqui mesmo quando as cidades da Jurema aparecem por alguns segundos em lugares diferentes para evitar os intrusos, somente quem tem a chave de São Pedro destrava a porta  do segredo que chega a Avalon ou aos reinos da Jurema para aprender e comungar com os Poderosos Mestres do Além...

Mas seu mapa enraizado de cristão reprimido na psique não lhe deixara ver o obvio, e você prefere acreditar nas palavras dos detratares e repeti-las para os que ensina....do que percebe a verdade bloqueada na sua consciência... O Caminho do Iniciado é o símbolo irmão...

E como se não bastasse critica veladamente práticas como a Quimbanda, Macumba, como não sendo Bruxaria, e sim Feitiçaria, e eu acrescento, que nesta lista pífia de critica faltou Adjunto de Jurema, Catimbó, Umbanda, Candomblé de Caboclo, Pajelança, Batuque, Xangô, Santo Daime, Barquinha e outras....Todas elas praticas  capazes de mudar a realidade ao redor dos que dela se utilizam...

Com certeza o escritor do Artigo no site não deve ter se dado ao luxo de ler o livro de Richard Gordon intitulado “Bruxaria e Magia na Europa : Grécia Antiga e Roma”, pois ia ficar surpreso com as práticas de Feitiçaria da Grécia Clássica e da Roma Imperial, que continham formas de amarração usando bonecos, como se faz em cultos afros no Brasil, se utilizavam de bebidas e drogas alucinógenas para conectar o sagrado...

Curioso notar que no site tem um artigo sobre a semântica da palavra Bruxaria, registrando-a como de origem Ibérica, dando outras denominações equivalente a prática de Bruxaria na Europa, assim Strega na Itália e Sorcery na França seriam sinônimos de Bruxa...

Pena que faltou pesquisa séria  no  campo da etimologia e semântica para as outras duas palavras,  cujo significado é “Feiticeira”...

Pois se tivesse pesquisado mais a fundo ia ficar arrepiado com o legado Europeu das  Stregas  e Sorcery, que realizavam sacrifícios de animais, e usava partes de corpos  humanos retirados de túmulos, bem como, faziam amarrações, separações, curas, incorporações, tinham formulas mágicas para matar e envenenar...Isso sim é que Bruxaria de Verdade....

Sim, meu caro membro do Conselho de Bruxaria, isso é parte do agregado cultural da crença específica pagãs européia ou não?...afinal você também vai negar o que é mundialmente aceito, que Strega e Sorcery é sinônimo de Bruxa? É Bem capaz de fazer isso mesmo... e o pior as ovelhas que lhe seguem dizerem amém...Afinal...Se fosse aqui no Brasil iam dizer que isso é macumba e mandinga, mais como é lá nas Europa vão dizer o que né?
.... Lá no velho mundo os seres são brancos, os Deuses loiros de olhos azuis ou verdes, os Duendes são todos Alvinhos, gorduchos,  bem vestidos e limpos (mais uma prova de desconhecimento do clima Europeu né? )...

...Já sei, esse Bruxo FDP sai dos cafundós da Bahia para dizer essas coisas....

- “....Num tamu nem aí, vamu tapar o sol com a peneira e dizer que é um complô dos inimigos da Bruxaria Tradicional Moderna e Verdadeira (e faltou a milenar e antiga) e pronto....” -

Vem cá, vocês aí membros do Conselho que dizem sempre amém pro cara com nome de dragão latinizado, vão fazer como os fanáticos cristãos que até hoje ainda dizem que os dinossauros nunca existiram?...Que são uma invenção dos cientistas para provar que Deus não existe e que a bíblia está errada?.... Que as ossadas foram feitas em laboratórios a mando do Diabo para enganar o povo e desviá-los do caminho de Jesus...?

Vamos continuar falando sério ou não?.. Vamos sim...

Por fim, vendo toda a besteira que escreveu no site o dono do artigo lança a última carga d’água se contradizendo ao afirmar: Bruxaria é um agregado humano... Se amplia pela arte, artesanato, pelo trabalho com ervas (medicina alternativa) cantos e evocações (musicalidade e danças)...etc..

Mas é isso que estamos tentando dizer desde o inicio deste texto, meu Caro, só você não entendeu...e é isso que a caracteriza a Bruxaria como um Ofício Feiticeiro e não uma religião ou um agregado resumido a um continente ou ao povo celta...

Quem precisa definir o que é Bruxaria é você para você primeiro... E depois se porte como Mestre e Líder...

Esse mar virtual não tá pra peixe...e muito menos pra surf...

Boa Sorte...
___________________
O Autor autoriza a reprodução do texto,
desde que sejam dados os devidos créditos e direitos
(Autoria e link original)

45 comentários:

Silvio Filigi disse...

"Mas seu mapa enraizado de cristão reprimido na psique não lhe deixara ver o obvio..". O incrível é que essas mesmas pessoas falam do cristão, que por sua vez fala do espirita,que por sua vez fala do budista.. bla bla bla..
A verdade é que vivemos numa ambiente onde as pessoas são evangelicas e catolicas, as vezes somos sim.. evangelicos e catolicos no sentido de ter a mente voltada para aquilo.. e apenas aquilo. Nada mais esta correto, a não ser o que acredito.
Com relação aos seguidores e améns.. bem, isto sim é uma questão até entendivel por alguns.. Algumas pessoas não tem o habito de pesquisar, de ler e compreender. As vezes uma pessoa falando se torna mais tranquilo. Então, se nego fala A, vai ser A e ponto.. Infelizmente..
E para terminar o site critica práticas como a Quimbanda, Macumba, como não sendo Bruxaria, e sim Feitiçaria, e eu acrescento, que nesta lista pífia faltou Adjunto de Jurema, Catimbó, Umbanda, Candomblé de Caboclo, Pajelança, Batuque, Xangô, Santo Daime, Barquinha e outras....Todas elas praticas capazes de mudar a realidade ao redor dos que dela se utilizam... Bem, se a bruxaria é aquela que tem a capacidade de mudar a realidade.. e todos nós concordamos com isto.. Porque essa outras religiões afros, brasileiras e outras não considerada como bruxaria?? Apenas porque temos preconceitos??!!

Anônimo disse...

evagelicos e catolicos tambem muda a realidade com seus milagres eles tambem sao bruxos estao usando a palavra errada a palavra certa e magia crenças diferentes qusas as mesmas artes magicas deuses mortos ?os deuses viven onde a pessoas q neles acredita tipo pra mim o deus de vcs o cristao e morto pois nao a enegia de mim pra ele crença jenuina brasileira so a dos indios sei q vao fala muito do q escrevir pois vcs colocaro uma ideia e ironiza a todos q for de contra .viva pã e tupã

Azezel Semjaza Lvnae disse...

É uma pena que você não se identifica, seria tão mais fácil mostrar a cara como nós fazemos e falarmos sobre isso sorvendo uma boa taça de vinho.... Mas deixa eu te mostrar um detalhe que você e mais alguns ainda não perceberam nos textos: olha novamente, os textos, veja que me refiro a ícones e imagens, dogma e moral, e não as divindades de nenhum panteão....ou seja, sempre me refiro, as bases das religiões estatais, e que sempre me refiro a bruxaria com um ofício, sabe por quê?, porque religião sempre produz fanáticos e quando transformam ou citam a arte como uma religião é evidente que limitam a bruxaria a dogmas e engessam suas crenças e práticas nos padrões de certo e errado que está enraizado na psique... Garanto que a maioria dos críticos são tão puritanos e moralistas, que jamais praticariam sua arte em grupo vestido de céu, e até mesmo as praticas que realizam sozinhos é feita dentro de mantos ou roupas especiais, ou seja, dentro do padrão de moral..em verdade, meu caro, meus críticos, além de pouca percepção e falta de interpretação de texto, apenas tiram o nome de cristão e colocam pagão, porque no fundo, eles mantém o padrão de moral, de certo e errado. Filho, as religiões brasileiras que citei, como modelo, são da terra, infelizmente os pagãos daqui são legítimos celtas ou europeus, e tem mais as que cito são contraditórias a moral e ao dogma e se enquadram na heresia, mas seus praticantes não se reconhecem como bruxos, portanto, não o são, mas as que você citou, trabalham justamente o ícone de gesso, barro, madeira, papel ou metal, cujo a base é dogmas e a moral..outra coisa, não seja ingênuo, leia novamente o texto, e perceba que as únicas pessoas que estão vendo o gesso como sendo santo ou cristão, são os críticos e existe uma formula para ser cristão em qualquer vertente e não nos adequamos ela, nem me dogma, nem em moral e nem em prática..peço que leia mais atentamente o texto, que leia sem preconceito, livre dos próprios dogmas, leia com lógica e razão pura e verá que não há critica a você ou qualquer pagão e sim exposição d eum mistério.ainda espero a taça de vinho...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Saudações Irmão Fábio...
Primeiro agradeço imensamente por se identificar, fico feliz que ainda haja pessoas honradas como você que não temem expor seus pontos de vista, desde já fica estendido a você o convite para uma boa Taça e aí terei a oportunidade de mostrar-lhe nosso ponto de vista, veja que disse, nosso ponto de vista e não o único e verdadeiro ponto de vista...Apenas para que a coisa fique bem clara irmão, a primeira diferença que os irmãos pagãos e wiccano Ecléticos, ainda não perceberam é que somos TRADICIONAIS e não Pagãos, se nos enxergassem por esse ângulo saberiam de cara nossa posição e não ficariam em povorosa. O que nos parece é que os nossos críticos estão desesperados atrás de líderes, estão desejosos de serem ovelhas, ou seja, precisam de alguém para lhe ditar normas, dogmas e práticas, para que possam dizer amém e seguir fielmente, e aí cometem o erro que tanto pregam, que é o de engessar a diversidade do paganismo (e nisso incluem seus Deuses e práticas). Ouço coisas como: a fórmula verdadeira e ancestral e a que Casa ‘X” prega, ou a Tradição “Y” é que é certa e verdadeira, ou a associação ou igreja de wicca “N” normatizou o que é a única forma de paganismo e bruxaria, ou ainda a “Via” é que prega o caminho verdadeiro, e se não for assim como fulano diz que é, você tá errado.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação) A formula certa irmão é cada um e todos, e nisso consiste o caminho do paganismo, por isso dele me apartei por não concordar que devo seguir um Líder único ou forma única, e veja que a maioria desses fulanos líderes fazem do paganismo forma para encher os bolsos, vivem explorando a fé a necessidade dos outros, transformando-o o paganismo num mercado New Age e exotérico, por isso sou “persona non grata” porque não vou aceitar isso, então decidimos seguir uma linha Tradicional não pagã. Irmão Fabio, conheço lugares aqui na Bahia e fora dela, que combram de R$ 100,00 a 500,00 Reais para ensinar Paganismo e Bruxaria, e o pior, ensinam aquilo que você e eu encontramos na Internet e nos livros, aliás livros estes que em sua maioria apenas repetem um ao outro e não ensinam nada de novo a cerca do paganismo e Bruxaria (se você tem alguns livros e sites veja se estou falando asneiras), sabe por quê Porque não sabem, porque os Mistérios são para poucos. Então, é melhor ensinar aquilo que é padronizado na Internet, do que dizer que não sabemos. Sabem porquê? por que o neófito tomará como verdade absoluta e infalível (tomará como dogma e moral e regra de conduta de fé), pois não terão outra base de busca e se alguém mostrar outra forma agente trava uma guerra santa. Sabe irmão, até hoje nenhum livro ou site me ensinaram um mistério um segredo da Arte, tudo que venho aprendendo, recebo-o de meu Mestre humano e do Meu Mestre do Além....

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação) Deixa eu responder suas perguntas: Sincretismo ou Metáfora. Ambos e nenhum. Talvés, isso se assemelhe ao que aconteceu nos cultos de matizes africanas no Brasil durante o período colonial, ou seja, o uso com as bênçãos dos Sinhozinhos e vistas grossas da Igreja das imagens de Santos nos batuques negros e nestes ícones católicos os negros chamavam seus Deuses (sigilando as imagens por dentro com o axé, criando os famosos santo do pau oco e por fora com seus banhos de ervas, s pembas, incensos e libações...Porém, este conceito é antigo, os Romanos, para legitimar suas conquistas promoviam “interpretatio”, ou seja, associavam seus Deuses com os Deuses das Terras conquistas, a exemplo de Taranis nas Ilhas Britânicas que foi igualado ao Deus Romano Marte e o Deus Lug na Gália foi associado e invocado como Mercúrio, na Ibéria pela mesma interpretatio romana Atégina foi evocada como Proserpina. Então, o Poder evocado na imagem não é da fé que ela pertence, ou seja, não é o santo cujo ícone representa, mais sim o poder da Arte nesta terra que está ligado as necessidades do praticante, porque a imagem em si não tem poder nenhum e nada representa para o que a usa a não ser um vaso vazio, ela é apenas um ícone vazio, usado para se melhor se adequar à Terra, então, tanto fez se você usa a imagem de São Pedro para evocar Dioniso, ou Pã, o que importa é se você tem a chave do Tabú para fazer a imagem (ou um Athame e uma Taça, que são certa forma um ícone vazio que é preenchido pelo poder da Deusa e do Deus na Consagração do Pão e do Vinho e depois volta ser objeto vazio ao terminar o rito) funcionarem como receptores e emissores do poder para mudar a realidade...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação) Não sei se você notou que os pagãos fazem com o Athâme e a Taça a mesma coisa que nós fazemos com a imagem ou ícone, eles veneram a Grande Mãe e o Deus Cornudo, expressados nos deuses das culturas Européias, no fundo, o que estão fazendo conosco é nos criticar porque apenas, e digo, apenas, a forma que expressamos o que eles fazem, não é como a quem eles aprenderam com seus Líderes e Sacerdotes, ou seja, estão sendo intolerantes conosco, porque seus iniciadores não lhes ensinaram a pensar pro si só, mas lhe deram padrão e forma visível de crença e para eles isso é verdade absoluta e ponto.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Continuação) Bem, vale dizer também que não somos contra Hécate e Dioniso, até porque sabemos que são e foram formas de Avatares de Nosso Senhor Mahazhael e Nossa Senhora LiLiya, e são poderes com os quais trabalhamos, a diferença está n modo como enxergamos os Deuses citados. Na idade média vários segredos e mistérios da Arte foram velados é um deles é o de saltar entre os mundos, ou seja, os meios empregados para provocar a viagem ao Grande Conclave do Sabá. Hécate é um nome que vem do egípcio Hekat, que quer dizer Rã (colorida) ou Saltadora. Na Arte essas rãs e sapos de Hekat quando trabalhadas tem a capacidade de levar o praticante a saltar entre os mundos para comungar com os mortos poderosos da terra onde habita, por isso os Tradicionais tem Hécate (forma grega de Lilith ou Liliya-Devala) como a Deusa e Rainha das Bruxas, outro Exemplo é Pã, o Todo Pai, o Todo Devorador, ele é a forma do Deus das Bruxas, de seu nome deriva a palavra Pânico e é isso que sentimos quando começamos a saltar entre as realidades por meio das Artes de Hekat. Qualquer dúvida, pode me escrever em privado, terei prazer em falar com você e com qualquer outro irmão ou irmã sobre NOSSA forma de viver o Ofício. Veja, Irmão, mais uma vez desejo que esteja bem claro QUE O QUE ESCREVEMOS É UMA FORMA NOSSA E SÓ NOSSA DE ENXERGAR O CAMINHO E NÃO CORRESPONDE A VERDADE ABSOLUTA...Outra coisa, não queremos fazer proselitismos, não queremos tirar ninguém de sua forma de culto e crença, mas, se acaso pudermos levar as pessoas a pensarem por si só e a questionarem à luz da razão então estarei cumprindo meu papel como Luciferiano e Qynnita...

rodrigo tlm disse...

como assim hecate pã afrodite baco nao existe cara vc esta louco mesmo kkkkkq cha vc tomou em ? kkkk minha familia e candoblecista sou de um coven bem famoso e sou praticante da gnose a dquse 10 anos e nen por isso chegei a certas conclusoes apoiado na arte genuina beleza mas pra louvar uns tem q destruir outros kkkk passa bem

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Saudações Rodrigo...I
Quanto aos seus comentários, creio que já respondi, basta olhar o comentário que fiz ao Irmão Fábio Paganus. Olhe só, não estou aqui para desmerecer os Deuses de outras culturas, mas novamente, peço que olhe o texto e entenda que você está deificando formas feitas pelo homem para simbolizar os Deuses e essas formas, ou imagens e ícones, não são nada além daquilo que são, ou seja, material usado pelo homem mortal para dar forma aquilo que vulgo toma como sendo deuses reais. Neste, sentido, as imagens ou ícones tinham uma função no Culto estatal a que pertenciam ou seja real paganismo antigo. Haviam chaves para conectar essas imagens ou ícones com os Deuses que elas simbolizavam ou representavam, e estas chaves conectoras estavam nos práticas da religião dominante da cultura a qual pertencia, ou seja, no paganismo oficial, ou seja, estava nas mãos do clero ou sacerdotes, aliás, o cristianismo apenas repetiu na idade média um velho costume de todas as crenças, monopolizarem o acesso a esses poderes por meio de codificações, o problema é que alguns outros conseguiram ter acesso a esses poderes e esse acesso não foi o estabelecido pela casta Sacerdotal e nem pelo dogma oficial, era um atalho, que usava as mesmas imagens e ícones enraizados na psique para se chegar àquilo que estava além do que é visto, ou seja, a manipulação desses poderes pela vontade e não pela ordem e permissão dos Sacerdotes, aliás, caro irmão Rodrigo, acho que a mesma coisa está se repetindo hoje, ou seja, vejo Pagãos indignados porque acessamos mais rapidamente a conhecimento a cerca dos arcanus e mistérios da Arte sem usar os métodos que eles estabeleceram e sem a permissão deles...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação Rodrigo... II)
Bem, você questiona o que andei tomando? Pois bem, se você puder enxergar, eu lhe direi: Eu e meus irmãos bebemos s sangue quente da Deusa Mãe de Todos e fomos feitos crianças vampiricas de Nossa Senhora Liliya, e antes que comecem uma campanha nos chamando de vampiros e satanistas, a linguagem usada é simbólica e quer dizer: Um Bruxo se faz ao despertar o Sangue Ancestral que os mortos poderosos de sua linhagem carrega, e neste sangue existe um conhecimento milenar que não morre jamais ( simbolizado na figura e eu disse apenas na figura lendária do vampiro que tem vida eterna) e por isso podemos beijar o sapo e lamber a Rã (outra linguagem cifrada) e com isso saltar de uma realidade a outra, além do limite do que é visto e não visto.
Assim como a sua minha família tem o pé no azeite e eu me banhei e me banho sempre que posso no azeite e na jurema, respeito, amo e venero os grandes mortos de minha linhagem que andaram nesta via, eles muito me ensinam e com eles falam sempre que posso ou me é permitido pelos guardiões do limiar, resumido EU NÃO TENHO VERGONHA DE MINAHS ORIGENS E ME ORGULHO DO PODER, CONHECIMENTO, SABEDORIA E MAGIA QUE ELE CARREGA..

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação Rodrigo...III )
Quanto ao seu Coven, ou melhor, em bom português: Coventiculo ou Conciliabulo, pouco me importa a nós se ele é ou não famoso, garanto a você que isso não mudaria o rumo de minha rotina de trabalho e nem me deixa impressionado, pois até mesmo seus Sacerdotes, concordarão que os maiores Bruxos nem sabem que o são e vivem nos interiores praticando a medicina popular, a benzedura e partos, ou seja, interagem com a Terra e usam seus conhecimentos para mudar a realidade da comunidade a qual estão inseridos, e não ficam passeando em shopping vendo qual a melhor marca de roupa para o Sabá de Ostara, porque essas velhos e velhas se vestem com a sabedoria da terra..


Acho que você está confundido Gnssi de Gnosticismo com Gnosi Sabbática oriunda do Cultus Sabbati que o Wikipedia descreve assim: Cultus Sabbati é o nome dado para uma ramificação da chamada Fé Sem Nome, Arte Sábia ou Bruxaria Tradicional, na Inglaterra pelo falecido Magister Andrew D. Chumbley. Este, uniu as tradições, saber e costumes das duas Linhagens de Bruxaria Tradicional nas quais foi formalmente Iniciado, codificando-as na irmandade da Cultus Sabbati. Cultus Sabbati é um corpo iniciático de magia que pratica ambas, cerimônias solitárias e coletivas, cujas tradições lineares descendem, em ambas formas orais e textuais, de século XIX. Cultus Sabbati é um círculo fechado de iniciados e de acordo com costume existente há muito, aqueles que pedem entrada são recusados. A iniciação é por convite somente.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação Rodrigo...IV )
A definição característica da Cultus Sabbati é seu uso especializado do mito medieval do Sabbat das Bruxas européias como a base e a linguagem para seus rituais e práticas. Ela pode ser definida como um caminho embasado na Gnose Cainita, onde Caim, o primeiro agricultor do Velho Testamento é visto como o Primeiro Feiticeiro. A Cultus Sabbati também recebeu influências do Sufismo, Tantra, Chöd, Cristianismo Gnóstico e Ortodoxo e Zos Kia Cultus.O uso de salmos bíblicos, adivinhação, sabedoria de ervas é também constante nas práticas da Cultus. O atual Magister da Cultus Sabbati é Daniel Alvin Schulke, autor de Ars Philtron e Viridarium Umbris, ambos tratando da Gnose Bruxa por meio das plantas e ervas. Aconselho também a leitura dos livros The Book of Fallen Angels e os Pilares de Tubal Caim de Michael_Howard e Azoetia, Qtub e One - The Grimoire of the Golden Toad de Andrew D. Chumbley, The Bok Of Cain, Vox Sabbatum e outros de Michael W. Ford para começar ( infelizmente você encontra os livros citados na internet para Download):
Gostaria que você me explicasse como funciona a Arte Genuína?
Você acha que estou destruindo seus Deuses? Por apenas mostrar nossa forma de prática, ou será que as crenças de vocês não tem base firme e não se sustenta diante da razão lógica...

fabio paganus disse...

bom quanto a pã e hecate ta tudo ok meus conhecimentos ja coben oq vc falou so mim diga uma coisa se fo possivel vcs cultua os deuses ibericos ? ainda paz e valeu

fabio paganus disse...

vcs usa pessonagens cristao como algun tipo de cicretimo?ou metafora?
concordo com muita coisa ai cara e descordo de muitas outras gostei do cometari do anonimo e gostei de sua resposta é qui esta rolando muita comvecinha q vcs sao contra hecate dionisio e os outros deuses ai vim aq confere mas blz so acho q a verdade esta no ar e ela nao sera alcaçada por niguem bencaos dos ancestrais!

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Saudações Irmão Fabio...
Queria lhe pedir desculpas por ter deletado seu primeiro comentário, após responde, juro a você que não houve maldade de minha parte e sim falta de cuidado, por isso reproduzir seu comentário outra vez...
Não Irmão Fábio, não cultuamos Deuses Ibéricos, preferimos como Já disse a forma geral aceita pela Arte Tradicional que é Nosso Senhor Lumiel e Nossa Senhora Lilth...O que não nos impede de trabalhar na linguagem simbolica Hécate e Pã, bem como, na forma de vasos para o poder que os Deuses que cultuamos representam, a única diferença é que isso fazemos sobre o ícone da heresia, ou seja, sobre as imagens mortais de Nossa Senhora Rainha do Céu e São Pedro, e Caim é evocado sobre o ícone de São Jorge.. Talvés Irmão, para um pagão, cujo o mapa enraizado cristão esteja vivo, verá verdadeira nas imagens sobr eo altar o santo e se sentirá incomodado, porém, um buscador da Arte, um vaso vazio de gesso esperando para ser preenchido com o poder da Arte...Qualquer dúvida pode usar o e-mail e o msn, seria prazeroso termos outros irmãos esclarecidos com quem falar...Bençãos e maldições sobre a cruz verdadeira...

Qapaq Situwa e Qaya Raymi disse...

o blg ta muito bom agora o ceguinte meu coven e tradicional sim e somos pagão e nao vejo problema nenhun nisso nossos cultos vai de isis a irasy a mama killa quanto vi a resposta q vc deu a o rapaz tambem conheco grupos assim sobre dinheiro
mas nem por isso mas nen por isso vou mim doer e deixa certas coisa para tras nao estou t criticando e o meu ponto de vista somos do interio e somos muitos somos fechados mas quem sabe um dia bateremos em tua porta para toma aquele vinho viva o culto livre.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Saudações Irmãos Qapaq Situwa e Qaya Raymi..
Primeiramente, gratidão pela postagem, ficamos felizes em saber que há outras pessoas trilhando o caminho Tortuoso de Elphame, levando o poder do Fogo Sábio e da Flama Negra de Nosso Senhor o Cornudo Dragão e a Serpente sobre o “T”, para aqueles que necessitam de transformação. Irmãos, em momento algum disseram ser errado ou certo seguir formas pagãs de veneração, até porque uma das pessoas que traduzido artigos e textos é o Robin Artisson que é pagão,porém, totalmente regionalista na pratica e na veneração. Quanto à forma de Veneração de seu Conciliabulo essa é uma forma natural de vocês e ninguém tem nada haver com isso, apenas peço que continuem na postura honrada que demonstram de evitar dizer que esse seria o único forma de pratica do Ofício da forja...O Nosso Caminho na Forja é o Luciferiano, baseado num mito Cainnita e na observância de dupla fé... Cada Via da Estrada do Dragão é herdeira de uma veneração e de um conhecimento ancestral, alguns tem isso em livros escritos pelos antepassados ou na iniciação perpetrada por um guardião e descendente vivo deste conhecimento, outros como nós, necessitaram descer as câmaras sepulcrais e conectar os antepassados falecidos para ter acesso ao conhecimento da Arte conforme praticado no nosso solo Sagrado, e essa viagem ao lugar além do que é visto, produz uma troca de conhecimento entre o mundo dos vivos e dos mortos no portão da hipynogogia, conseqüentemente os mortos nos ajudam na viagem entre as fronteiras dos mundos do além quando buscamos conectar velhos sábios do ofício e trazer deles a sabedoria de Cainita...Queria esclarecer que a decepção, perseguição, calunia e difamação não foram os únicos motivos que nos afastaram do paganismo, para nós, e digo apenas para nós, foi coerência com o que esta sendo transmitido a nós pelo povo pálido, aqueles que caminham com Nossa Senhora Liliya nas noites de sua Cavalgada entre os mundos...Não há necessidade de bater me nossa porta, ele está aberta a todos como vocês de boa intenção, portanto, o convite para o vinho estará sempre renovado aos irmãos...Bençãos e Maldições. Sexo, Sangue, Lágrimas, Suor e Saliva é tudo que ensino a cerca do preço das Ordálias de Auto-Transformação pela Flama Negra de Nosso Senhor Caim..
Salve Jorge.

Seth Tâtanus disse...

na verdade falei sobre a hécate e pã não pelas linhas descritas no blog e sim pelas referências feitas as imagens ao lado e que me chamaram a atenção, mas tudo bem.
vamos lá...
concordo que os deuses são criados para suprir as necessidades mentas/psicológicas e emocionais do homem além da autoproteção.
"...ícones de gesso, barro, madeira ou metal... ícones e imagens..." me corrija se estiver errado (sei que irá mesmo n estando. rs), mas essa forma de adoração a uma imagem, por exemplo, não facilita o contado mental (meditação) com o superior/fagulha divivina, assim como antes de qualquer rito ou durante o mesmo acender um vela e meditar , e fazer esse mesmo gesto/prática até a mente ficar condicionada e entender q toda vez q a vela for acesa, é porque terá um rito e instantaniamente o corpo, mente, espírito entrará no campo vibratório para o qual foi treinada? Ou melhor, será que com uma imágem fixa de algo, a egrégora n fica mais poderosa já que todos têm a mesma imagem sem distorção?
Acredito que ícones, sígnos, símbolos... foram feitos para ajudar a acessar de alguma forma o Todo, mesmo que a pessoa a acessar essa energia não tenha contato com a mesma, pois a egrégora preguinada nesses ‘objetos’, farão isso.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Seth, mais uma vez você peca por ver apenas a aparência e não a essência, é esse também o erro dos meus críticos, ou seja, vêem apenas forma externa e a toma por verdade sacramentada e ponto final. Além dos Deuses serem formas de suprir as necessidades mentas/psicológicas, emocionais e proteção. Bem,, como são a nossa incapacidade de assumirmos a responsabilidade e conseqüência de nossas atitudes... Todos os textos até agora se referem a "...ícones de gesso, barro, madeira ou metal... e ao dogma e a moral dele emanado para o comportamento de certo ou errado, bem e mal, da comunidade ou cultura que pertença, a pessoa comum do povo toma as imagens e ícones das religiões como sendo “o próprio sagrado ou divino”, e essa não visão e a forma que nós praticantes do Ofício a Vemos, enquanto a pessoa afastadas ou desconhecendo os mistérios da Iconostasys como um Arcano, verá as imagens de São Pedro, Nossa Senhora e São Jorge, como sendo elas os Deuses Venerados por nós na Casa dos Corvos Sagrados, ledo engano...Não canso de repetir e aí, infelizmente teremos de revelar a surpresa que guardamos para as atividades de cunho aberto, que é evocar sobre o ícone da Heresia os Deuses Antigos e Caídos na Carne....Ou seja, Nossa Senhora Liliya-Devala (Liluth/Hécate) e Nosso Senhor o Diabo (o Cornudo Lumiel/Pã, o iniciador, em sua forma de bode – Anjo Bode, Anjo Pavão).

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Nós não adoramos imagens, não tomamos o objeto (ícone/imagem) mais do que o que são, não lhe prestamos culto, não lhe rendemos homenagens, não lhe fazemos devoções, e qualquer atividade do Ofício que envolva seu uso como parte do dogma da religião que pertença. Nós o usamos atrelado a Iconostasys, vou dar um exemplo simples e semelhante (eu disse, semelhante e não igual), observe o seguinte Ponto Cantando de Umbanda: “...Minha Santa Bárbara, Virgem da coroa, Pelo amor de Deus Santa Bárbara, Não me deixe a toa, Minha Santa Bárbara Virgem da coroa, A Coroa é dela Xangô É da pedra de ouro...” Aparentemente, para o vulgo, o Ponto é para o Deus e a Santa Católica, mas para aqueles que são iniciados na Umbanda, ele se referem ao Deus Zambi (Olorum) e a Orixá Iansã... Você diz: “...A Imagem por exemplo, não facilita o contado mental (meditação) com o superior/fagulha divina, assim como antes de qualquer rito ou durante o mesmo acender um vela e meditar , e fazer esse mesmo gesto/prática até a mente ficar condicionada e entender que toda vez que a vela for acesa, é porque terá um rito e instantaneamente o corpo, mente, espírito entrará no campo vibratório para o qual foi treinada? “, Sim e Não, pois depende do foco do desejo.. Os ritos do ofício são executados por nós, conforme “Aqui e Agora” da Técnica de Abertura do Olho do Diabo (que se encontra na parte de Rituais deste Site)

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Você continua: “...Ou melhor, será que com uma imagem fixa de algo, a egrégora não fica mais poderosa já que todos têm a mesma imagem sem distorção?...”A Resposta é Sim e Não... Tudo depende de como a mente concebe ou acessa ao sagrado...Creio, de forma pessoal que fica poderosa a egregora evocada sobre a imagem e não egregora da religião Oficial da Imagem... Exemplo: O fato do povo da Umbanda e Candomblé, usarem e fixarem o axé de Iansã na imagem de Santa Bárbara, não transformou a imagem de uma na outra... Mas permitiu que por meio da Imagem de Santa Bárbara a egregora do candomblé ficasse mais forte.
Você disse: “...acredito que cada personificação é engendrada de acordo o cada perfil cultural da cada civilização, ou grupo ou pessoa...” Isso concordo em gênero número e grau, e acredito que a conexão com essas forças ou poderes deveria acontecer dentro de um padrão local, mas não condeno quem faz por outras vias.
Você termina com: “...Acredito que ícones, signos, símbolos... Foram feitos para ajudar a acessar de alguma forma o Todo, mesmo que a pessoa a acessar essa energia não tenha contato com a mesma, pois a egrégora impregnada nesses ‘objetos’, farão isso...” e eu acrescento, depende da egregora acessada no objeto, porque o objeto em si não tem poder ou força alguma, sendo apena objeto em si, tudo depende de que forma conectamos o sagrado do local...
Grande Abraço Irmão...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Caro Everton...
Depois de enviar o seu texto para decodificadores da língua portuguesa, conseguimos entender alguma coisa dessa bagulhada toda que você tentou expressar...Quanto as imagens, peço que deixe de ser preguiço e lei os comentários acima, tenho certeza que se ler atentamente não ia tentar digitar abobrinhas...A Segunda coisa que notei, é que você é “Maria vai com as Outras” ou seja, ficou sabendo, acreditou e não se deu ao trabalho de perscrutar no próprio site se o que “lhe emprenharam pelo ouvido era verdade ou não”, Talvés se tivesse lido os textos com atenção e os comentários, não ia ficar parecendo um Pink Wicca dono da verdade...Quanto a saída de membros de nosso Coventiculo, acho que você ainda trás na mente o mapa enraizado de uma religiosidade cristã, onde um Coventiculo deve ser igualzinho a Igreja ou a organização religiosa estatal, onde as pessoas devem freqüentar a vida toda, pagar mensalidades, lamento que você ainda traga essa mentalidade herdada da cristandade. Meu caro, a realidade é outra, um Coventiculo é um local de aprendizado e de conexão com o sagrado, ele serve para levar o praticante até o limiar, bem como, ele é um meio para que pessoas achem seu rumo na vida, seja no Ofício ou Fora dele, além do mais...Assim, fico honrado quando alguém da casa, decide que seu caminho é o Candomblé ou Cristianismo, porque cumprimos nossa missão de ser um norte, o bom é que sempre voltam e independente da fé, continuamos ligados como família... espero que o seu grupo tenha esse axé também...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação para Everton...)
Outro erro lamentável seu é dizer que agora somos espíritas, talvez, lhe falte conhecimento o bastante para saber que para se ser membro de uma religião precisa de ritos de passagem... Queria saber por que qualquer menção a cristandade torna o povo pagão em povorosa, isso está me deixando curioso... Bem, talvez o Deus da Cristandade exista do mesmo modo que os Deuses Pagãos e por que não? Afinal o cristianismo se fortaleceu pela destruição da religião Pagã, podemos então deduzir que foi uma Guerra entre Deuses e egregora ou não (?) e qual deus ou egregora venceu. (?) Qual religião vem ditando a moral e o dogma, o certo e o errado, o belo e o feio, a verdade e a mentira (?). Se eu não vivesse no século XXI, diria que você é o único ser isento disso...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação para Everton...)
Não você não entende São Jorge, nem Pã, nem Dioniso, nem Hécate e nem nada, se entendesse alguma coisa, saberia que não somos Pagãos e sim TRADICIONAIS e por isso temos mistérios próprios e liberdade para praticar o sagrado da fé sem nome de modo que nossos antepassados reconhecem...Você diz que sempre fomos uma piada, sim, somos uma piada que incomoda a quase 16 anos, ou seja, apesar de seus comentários estamos aqui vivinhos da silva, sempre renovados, com irmãos iniciados fora da Bahia, sem alarde, estamos indo devagar a várias partes deste País, e, somente, eu intencionalmente mantenho este blogger, mas tenha certeza que meu objetivo com ele está sendo alcançado. Outra coisa, acho que piada de verdade é celebrar num circulo mágico metade sul e metade norte, Samhain na direita e Beltane a esquerda, todo mundo com chapeuzinho pontudo e varas de condão, cantando musicas gaélicas, vestindo roupas medievais, em pleno parque metropolitano...ou ler livros nas Livrarias do Iguatemi, ir a encontros sócias nos parques e realizar um rito de dedicação da internet, ou ainda usar manto branco e ficar dançando ao redor do fogo, talvez seja isso mesmo a verdade....

Azezel Semjaza Lvnae disse...

(Continuação para Everton...)
Não entendo porque meus textos estão assim deixando essas pessoas tão assustadas.
Talvez, não seja as pessoas comuns, mas seus Sacerdotes, Sacerdotisas e Líderes que estão temendo a revolta de suas ovelhas, pois nossos textos talvez, e só talvez esteja expondo a fragilidade do suposto conhecimento de alguns, ou seja, que tem conhecimento somente de internet e livros. Pelo visto, estamos conseguindo nosso intento, provocar a dúvida e levar as pessoas a questionarem dogmas e verdades estabelecidas, estamos plantando a dúvida, a rebeldia, e a heresia....

rodrigo tlm disse...

calma irmao nao se altere e eu nao mim confunde nao nao sou adolecente acho ate q t vendo na aprecia devo ser atemais velho q tu irmao eo ceguinte oq acontece eq o culto de vc eu intende de boa sem problemas quanto a regionalismo noral afinal e tradicional ne isso
mas oq dezenas de pessoas peceberam e talves vc ainda nao e q nos seus textos e quando alguns dos seus fala no asunto parece q esta sombando dos outros deuses sao dezenas de pessoas achao isso e um tipo de intre linhas sabe quanto ao meu grupo falei apeas pra q soubese q faço parte de grupo e nao so um curioso adolecente ou um cara q tem medo das coisas e prefere fica so e por isso nao intende a aressividade de fala em shoppin ou coisas do tipo e quanto ao cha nao estasva falando de magia era apenas uma brincadeira se vc vai fica com o pe atras asim nossa!como pode rola uma boa converssa mas tudo bem ja tirei minhas duvidas ficarei em cilencio .paguei pelo meu bom humor ah peço q observeo conteudo oculto q paira os textos seus q fas parece q esta cuspindo nos outros q um dia ja foi seu tambem bencaos do bode!

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Segunda Resposta a Rodrigo I...

Acredito que pela tela do PC fica difícil adivinhar qual é o humor ou intenção de quem faz comentários, portanto, é necessário que quem faz expresse por escrito sua intenção... Observe, que há pessoas que fizeram comentários mais fortes, porém expressaram suas intenções, e obtiveram respostas atenciosas e explicativas...Volte e olhe as respostas dadas, e logo verá que eles apenas são devolvidas na mesma intensidade que a recebemos, portanto, não nos sentimos culpados pelas palavras escritas, pois elas estão em acordo ao comentário feito, então não há agressividade e sim reciprocidade... Acredite sentimos-nos honrados sempre que alguém nos coloca um questionamento e assim nos dão a oportunidade de mostrar os nossos pontos de vista. Agora, não nos importa a idade dos comentaristas do blogger, nos por exemplo, temos 40 anos de idade, carinha 30 e corpinho de 25... O que importa irmão Rodrigo para nós é se o que comentam está dentro da civilidade ou fora dela, e o único parâmetro que temos para isso, infelizmente é a letra fria, crua e morta... Gostaríamos que essas dezenas de pessoas nos escrevessem, teremos maior prazer em explicar cada ponto de dúvida sobre nossos textos e práticas, aliás, todos os que desejarem podem vir assistir alguma atividade aberta e talvez não nos vejam como anátemas da fé... Basta expressarem essa vontade seja por e-mail ou depoimento no orkut ou MSN.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Segunda Resposta a Rodrigo II..

Quanto a regionalização, primeiro não defendo nenhum retorno ou reconstrucionismo a religiosidade nacional, prego sim uma busca por práticas de feitiçaria nacional que sejam capazes de construir um corpo próprio de magia, baseada na cultura e herança do local, necessariamente não precisamos ser Xiistas quanto a isso, nosso rito regionalizado por exemplo, passa longe de deuses indígenas, sendo mais algo ligado ao antigo Adjunto de Jurema, e é realizado uma vez por mês, de resto só você vendo para entender...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Segunda Resposta a Rodrigo III..

Irmão, não zombo de Deuses algum, expresso minha opinião acerca do sagrado, e sempre tenho dito, isso é minha visão, não corresponde a verdade, então não entendo porque alguns estão enfurecidos, pelo que dizem quem deviam está ofendido eram os Deuses, mais eles não estão nem aí. Não entendo mesmo, ou suas crenças são frágeis, sem uma teologia, sem uma base lógica e racional, e sem um estudo filosófico mais profundo, ou seja, será que é uma religiosidade de fé pura e simples, afinal eles têm ou não convicção do caminho que seguem, se tem, não vai ser um bloggerzinhu de quinta como o meu que irá abalar as convicções de seus crenças, espero que não apareça nenhum fanático homem bomba gritando “Cornudo Akbar” e exploda nossa casa....
Não estou com pé atrás nem com você e nem com ninguém, ao contrário, sou um curioso e busco aprender sempre, quando entro num site ou blogger que me causa dúvidas escrevo ao dono e peço explicação e pronto, assim venho mantendo uma rede amigos aos quais tenho imensa gratidão...Acredito que não há mal mais qualquer mal estar, então,o taça de vinho e convite a atividade aberta sempre está aberto a você a todos que vieram de bom coração...
Abraços...

Mia Lopes disse...

Ler este artigo, com os olhos vedados ou cheio de mapa enraizados, é como o livro de Eli. Em nada se entendi. Vejo rodeio e reflexões em cima dos mesmos questionamentos: a existência de Deus x ou Y, ou a verdade no caminho k ou w. Quando esse não é o cerne da questão, inclusive da própria Casa dos Corvos Sagrados. Imagine que ousadia é adentrar o culto dominante e utilizar seus elementos transviando para nossas praticas? É como usar um crucifixo para abrir o circulo, mas isso seria morte na certa. Se vou fazer uma celebração de amor para Afrodite que em nada está acostumada com o calor de salvador, não como acarajé e nem se quer fala português, não seria melhor utilizar Oxum ou simplesmente Santo Antônio. O Anônimo disse algo sábio sem nem ter noção (ou não), “Evangélicos e católicos também mudam a realidade[...]” sim! A ponto de colocar Stº Antônio de cabeça para baixo e conseguir um casamento, mas não! Eu tenho que comprar uma passagem pra Afrodite vir das profundezas da inexistência me assistir, com um tradutor ao lado, direto da Grécia, especificamente cuidar do meu problema amoroso....tudo porque eu aprendi que a bíblia é uma falácia ou porque essa forma de culto mexe com o Jesus vivo “em mim”. Tai o grande mistério apresentado nesse texto...no final das contas, não é oxum, nem Stº Antônio, nem Afrodite, mas sim a essência do amor presente no culto há esses ícones.
será o Benedito que isso é difícil de entender! Mas tudo tem seu tempo.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Olá..Mia
Pelo que escreveu você observou que o texto arranha de leve um dos mistérios da Fé Sem Nome... E sabe o que é engraçado é que até o momento não vi um questionamento a cerca desses mistérios, fico curioso..será que não sabem, não entendem ou entendem a essência do que escrito e só estão preocupados com a fragilidade de seus crenças? Até o momento em resumo só comentaram duas coisas: 1. Que o texto desacredita os Deuses Europeus..2 e Que adoramos o Deus Cristão por usamos ícones da cristandade... E Veja, que as respostas nos comentários, se tornaram repetitivas, é um circulo, vai e volta e toca o mesmo ponto...Então, só posso acreditar que é um famoso caso de Rede de Segurança ou Mapa enraizado, chegam ao ponto de dizer que "Evangélicos e Católicos, realizam Magia, mais chama de milagre, e depois, negam o mesmo deus que essas crenças usam para fazer a magia", que contradição... Então, espero que continui visitando e veja os outros artigos deste Blogger, outros textos virão....
Abraços

Anônimo disse...

coitados dos catolicoa americanos italianos espahoes nao serao atendidos por sao antonio pois ele enativo de portugal sera q ele aprendeu outras linguas ou vai precisa do tradutor da mia ?kkkkkkk

fred renascer em cristo disse...

meus filhos a paz do senhor esta ai para todos lilit hecate cornudo afrodite santo antonio e todo inganacao do filho da escuridao procurem uma casa do senhor mais proxima a tantas hoje em cada bairro se encontra pelo menos uma procurem a salvaçao q o senho jesus abençoe a todos

Anônimo disse...

ah esquece vcs sabem aramaico é parabens porq na hora de fala com sao pedro coitados dos milhes de brasileiros catolicos estao perdidos ou todos eles falam aramaico e eu sou o unico q nao porra sacanagen

Mia Lopes disse...

Aguardo ansiosamente...com olhos de buscadora!

Rodrigo disse...

Arte Genuína é simplesmente a forma de não agressão...

Ou seja onde posso chegar ...

No entanto, quer tenhamos a atitude de um estudante que pode se tornar mais proficiente ao lidar com seu material, ou a atitude de um mestre realizado, quando de fato estamos criando uma obra de arte, existe um sentido de confiança total. é apenas a de apreciar a natureza das coisas como elas são, expressando-a sem nenhuma luta de pensamentos e medos. Abrimos passagem para mão da agressão, tanto em relação a nós mesmos, que precisamos fazer um esforço especial para impressionar as pessoas, como em relação aos outros, que podemos impor algo a eles.
Nesse contexto, o evento permitiu o encontro de cinema, política, espiritualidade, de praticantes budistas de várias linhagens e também de não-budistas. Se houve comunicação profunda, ela talvez tenha aberto espaço para aquilo que essas e outras diferenças possuem em comum, para a troca entre as riquezas de cada um, para a comunicação, a reflexão e a ação.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Anônimo...
Todas colocações e duvidas, já foram respondidas nos comentários do blogger, repeti-las seriam demasiado cansativo....Quanto ao não falar aramaico, pelo visto parece que não aprendeu nem mesmo a grafia correta sua própria língua...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Caro Fred Renascer em Cristo ...
Agradeço pela visita, mas acho que quem está precisando se encontrar é você, afinal, você como um bom cristão deveria está em site de sua própria fé e crença e não nos das outras formas de espiritualidade...Quanto ao conselho para visitar uma igreja, confesso que sou apegado demais ao meu dinheiro ganho com suor de meu bolso para deixá-lo com os líderes de sua religião...Em resumo, procure algo melhor para fazer na vida e não perca seu tempo conosco..."

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Caro Fred Renascer em Cristo

Venho em público lhe pedir desculpas pelo comentário m resposta a você... Em realidade nossos Mestres nos mostraram que devemos ser gratos pela sua visita sabe por que - que serve para aos irmãos pagãos e bruxos ecléticos também -?

Realmente desejo ardentemente que você e seus Líderes, Sacerdotes e Sacerdotisas, Pastores, Pregadores, Ministros e outros, preguem nos seus altares contra nós, que exortem seus agregados e adeptos o quanto somos perigosos tanto para cristãos como para pagãos, estou em torcida para que aconselhem os jovens de suas denominações, igrejas, templos, covens e outros, sobre o quanto de perigo representamos para a verdade estabelecida na fé, estou já contando com campanhas de alertas nos sites de suas denominações, covens, grupos, Igrejas e Templos, assim poderão fazer nossa propaganda, e quem sabe, alguém que esteja entre vocês e se sinta oprimido e castrado nas suas formulas de ver o sagrado não nos encontre através desses atos de intolerância e através de nós possam reencontrar sua família cósmica e seu destino...

Veja o que a história ensina: “... os detratores e perseguidores, com suas boas intenções, foram de fato quem fez o markentig e a propaganda dos detratados e perseguidos, aliás, o cristianismo e o neopaganismo, são um bom exemplo disse né... e espero que a BTB também seja em breve... Portanto, que falem de nós, não importa se bem ou mal, o que importa é que falem e que dezenas de pagãos e cristãos estão sabendo hoje que existe uma alternativa para viver o sagrado, que existe liberdade, que existe um caminho onde você pode questionar e pensar por si mesmo... Através dos comentários, e das duvidas que tiramos alguns já estão em processo de observação para sabermos se trazem a marca de caim ou a semente da jurema...Portanto, outros textos mais polêmicos virão, e espero sinceramente que continuem a nos difamar, assim estarão fazendo nossa propaganda e levando nossa existência a quem realmente necessita de nós... Aliás, como dito no texto, “...A CURIOSIDADE É A MÃE DE TODAS AS DESGRAÇAS...”
Obrigado a todos

Mestre do 3º Circulo. disse...

Meio contraditorio, lutar contra pessoas que afirmão ser o Unic caminho na Bruxaria, ou lutar contra os que propagam serem os Unicos corretos, porem, afirmar que sua visãoesta correta, e que as demais são limitadas ou erroneas?

Pensei que vcê que fala-se,"So dou minha opiniã.."

Mais, vendo e notando o girar da roda, a 4 anos Graça Lucia azevedo era denegrida com acusações suas sobre misturas nas praticas. Agora que você mistura, qual o erro dela? não entender a verdade sobre OZZZ e Azzz (ou sei la a influencia de alguma tradição que conheceu pela net?)

So aplaudo da ribalta, e libo sangue da caça.

Azezel Semjaza Lvnae disse...

Querido...
Mestre do 3º Circulo.

Acredito que deve ter lido nossos textos com alguma pressa, caso contrário, teria visto que por várias vezes é dito: "... ESSA É A NOSSA OPINIÃO, E NÃO CORRESPONDE A VERDADE... ou ESSA É A NOSSA VISÃO.... ou ainda ESSA É NOSSA FORMA DE VIVER O SAGRADO..." Quanto a pessoa citada diga-me qual texto meu está a condenar a as práticas dela, acredito que você não tem acompanhado de fato a relação entre nosso Casa e a a casa da Sacerdotisa Citada, caso contrário saberia que desde 2005, mantemos boa relação, o que não impede que haja comentários ou criticas infelizes feito por noviços, ambas as casas e que, acredito sejam logo suprimidos pelos responsáveis no ensino, pelo menos aqui o fazemos...

Novamente peço que leia os artigos "...INVOCATION OF OUR LORD OF MIDNIGHT, MAHAZHAEL-DEVAL: BEING A CONJURATION OF THE HIGH SABBATIC WITCH-FATHER e INVOCATION TO OUR LADY OF MIDNIGHT, LILIYA-DEVALA: BEING A CONJURATION OF THE HIGH SABBATIC WITCH- MOTHER..." e dentre as possibilidades lei também os livros que indicamos abaixo....Talvez a mesma coisa feita e dita por um Magister como foi o Andrew D. Chumbley e outros, convença melhor as pessoas, afinal não será um pretinho dos cafundós da Bahia e sim, alguém considerado O MAIOR MAGISTER DO SÉXCULO XX que fala da Iconostasys... Um mistério da Arte Tradicional que você chamou de mistura... Irmão, ESSA É A NOSSA SUGESTÃO, de coração a todos os pagãos e bruxos BRASILEIROS, aprendam inglês e procure literatura séria sobre Bruxaria Tradicional, e Paganismo fora do Brasil, bem como, leiam Mitologia Comparada e Antropologia. Assim, leiam muito, mias leiam muito antes de criticar o ponto de vista do outro...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

-Continuação da Resposta Ao Mestre do 3º Círculo...

Observe irmão, leia os comentários, veja que não há uma resposta séria que condene nossa prática ou que a refute com lógica e razão, não há um argumento contra esse Arcanum revelado, veja bem que só há acusações, sem argumento sério, a cerca de acharem que estou desprezando seus Deuses Gregos e Celtas ou então que adoramos Santos e Santas... Pelo amor do Sagrado, quando, alguém vai entrar com argumentos sólidos que invalidem MINHA E DIGO MINHA, SOMENTE MINHA VISÃO DO SAGRADO?
Onde estão os argumentos?
Talvez os livros de Sacerdotes e Sacerdotisas nacionais que li não traga e não contenham nada de novo... Talvés os ensinos do tal Conselho Brasileiro de Bruxaria – que venera, deuses Europeus - também nada possam dizer além de acusações vazias e repetitivas...

O meu texto em momento algum este a acusar o paganismo e seus Deuses, o que escrevi foi sobre um Conselho de Bruxaria Brasileiro, criado para salvaguardar o agregado cultural Europeu, se é para agir assim, deveria se chamar Conselho de Bruxaria Europeu, ou seja, o que fiz foi mostrar a incoerência e em respostas o que tenho visto aqui são pessoas – ovelhas e marionetes - desesperadas tentando se apegar uma fé e crença frágil ditada por um Conselho de Bruxaria Brasileiro, feito exclusivamente para adoração de Deuses estrangeiros, sem uma sustentação mistérica da Arte, ou ao menos uma base teológica ou filosófica, e ao invés de procurarem pensar e o que fizeram, agiram como fanáticos passando a atacar desesperadamente quem apenas mostrou alternativas, sim irmão, mostrei e mostrarei alternativas para o Ofício, todas com explicações claras e concisas, todas com argumentos e bases...

Então peço a você que tenha paciência e comente o texto, mais faça-o com argumento, com indicações de leituras, com provas, sem achismos.... Nós e a Sacerdotisa citada, temos raízes comuns que podem ser comprovadas de 1860 até 1917, a partir deste ano, nossas casas seguiram linhagens distintas e formas de viver, praticara e ensinar o ofício diferentes, como temos essa raiz comum mantemos um pacto de feliz amizade e respeito mutuo, houveram rugas no passado sim e hoje estão superadas, e não serão comentários, cheio de boas intenções que irão estremecer nossas relações...

Sim, entendemos perfeitamente nas entrelinhas as reais intenções das pessoas...outra coisa é "AZ e OZ" a grafia correta ok...espero que alguém do 3º Círculo saiba do que se trata...

Sorte e argumento com base e indicação de leituras complementares é o que espero de você e de outros....
Bênçãos e Maldições, sejam dadas a você na medida que possa receber, manter para si e para os seus...
Aquele que vigia e mora nas encruzilhadas, possa abrir e fecha as estradas de nossos passos...
Salve São Jorge e Salve São Pedro...
Com as Bênçãos da Rainha do Céu...
Amém...

Azezel Semjaza Lvnae disse...

-Continuação da Resposta Ao Mestre do 3º Círculo...

Indico aos que estão interessados em Bruxaria Tradicional os seguintes livros:

1.Ars Philtron: Concerning the Aqueous Cunning of the Potion and its Praxis in the Green Arte Magical - de Daniel A. Schulke

2.Azoetia: A Grimoire of the Sabbatic Craft – de Andrew D. Chumbley

3.ONE: The Grimoire of the Golden Toad – de Andrew D. Chumbley

4.Qutub - The Point - de Andrew D. Chumbley

5.Viridarium Umbris: The Pleasure Garden of Shadow – de Daniel A. Schulke;

6.The Satyr's Sermon - de Andrew D. Chumbley

7.Os Três Liv
ros de Filosofia Oculta - Cornélio Agrippa

8.As Artes da Noite (Arts of the Night) - Nicholaj de Mattos Frisvold

9.Welsh Witches and Wizards - Michael Howard

10.The Book of Fallen Angels - Michael Howard

11. Os Pilares de TubalCaim - Nigel Jackson & Michael Howard

12. Mask of Misrule - Nigel Jackson

13. Call of Horned Piper - Nigel Jackson

14.Opuscula Magica (Volume 1) - Andrew D. Chumbley

15. Secrets of East Anglian Magic - Nigel Pennick

16. The Book Of Caim - Maichael W. Ford

17. Vox Sabbatum - Maichael W. Ford

Espero que esteja ajudando....

Jully Basilio disse...

Que texto maravilhoso!
Grata por compartilhar, acompanho algumas de suas postagens e tem me ajudado no Caminho da Arte.