terça-feira, 11 de janeiro de 2011

SEGUNDO DARDO - 2º RESPOSTA "F"

Querida.."F"

Antes de criticar alguém que fala outro idioma, aprenda a escrever e falar o seu próprio, seus termos escritos é um verdadeiro assassinato da língua portuguesa. A bem da verdade,  a forma de escrever com a qual você decidiu nos brindar não é compatível com alguém que se diz uma viajada praticante da Arte, ainda mais da Bruxaria Ibérica, são termos mais eivados de adolescência do que de racionalidade adulta,  lamento que sua tentativa de  nos impressionar com seu pretenso retorno (de busca de iniciação??) de Portugal não deu resultado, aconselho da proxima vez se for verdade que enviei fotos (melhor de rituais) ou na falta de veracidade que ao menos faça como certa pessoa da Bruxaria no Brasil use o Photoshop e Corel Draw e insira sua imagem em pontos turísticos  pelo mundo.

A bem da verdade, começo a me perguntar quem de fato é você, qual de fato é a sua idade, sua via ou tradição, sua linhagem e onde realmente você está ou esteve.

Lembro-me de outro e-mail que recebi com termos iguais aos seus, incluindo a palavra “vira-lata”, só que àquela época a pessao se dizia Stregone e da C.T, porém jamais nos respondeu sobre sua linhagem, inclusive, como temos amigos daquelas vertentes da Arte, procuramos saber entre a C.T e os Stregas,  o que foi veementemente negado, com você não foi diferente, mantivemos contatos com os Bruxos Tradicionais, com Bruxos Ibéricos e com Wicanos e outras vertentes da Arte na Lusitânia e do Brasil e todos negaram qualquel conhecimento a cerca de você e ficaram boqueabertos com suas pretensas alegações.

Aliás poderosa Bruxa, aprenda que quando agente vai criticar o caminho do outro, primeiro nos identificamos, ou seja, cantamos nossa linhagem, seja ela vira-lata ou não, como eu fiz ao lhe responder.

Esperava que você tivesse a ombridade de identificar sua linhagem e origem, e ainda melhor, indicasse-nos um telefone e endereço de contato (coisa  que ainda espero) para que você possa conhecer nossos advogados, e ele vai, em detrimento a você e seus pretensos irmãos e irmãs, asseguar dentro dos limites da lei, meu direito de praticar minha espiritualidade, aliás esperamos isso de você e de todos os detratores, pois não ficaremos parados e muito menos fingiremos como antes, desta vez, irei até as últimas consequências para garantir meu direito constitucional de viver minha espiritualiade e praticar minha Arte.

Diante do que lhe escrevi, a sua única defesa é esta, acusar um livro?
Vamos a lógica, de 10, você vocifera contra apenas um livro.
Espero que seja melhor em mátematica do que em português, vamos ver:

Te enviei 10  (nem acrescentei Joseph Campbell, Eliade Mircea, Carlo Ginzburg e outros);
Em porcetagem temos 10 = 100%,
De modo que 10 -1 =  9 ( ou 100% -10% = 90%), simples não é: nem mesmo o DNA é tão aceito.

De alguém com sua pobreza de linguagem e  aparente falta de conhecimento das várias formas e verdentes da Arte, não podia esperar outro comportamento que não fosse a intolerância com as escolhas espirituais do outro. Só posso crer que você  não possui  nenhuma experiência prática na Arte Tradicional, e deve ter como mestre (e ser ovelha de) alguém que pior que você.

Me orgulho de minha caminhada e o mínimo que posso fazer e exigir é respeito com o Caminho do outro, por isso apesar de não ser defendo os Wicanos, pois a Wicca  é uma religião tão válida quanto qualquer outra, deixe de fanatismo, pare de defender algo que lhe ensinaram ser a única verdade sem nenhuma comprovação, você está sendo infantil e irracional, só falta começar a pregar que a sua visão da Arte é a verdadeira, antiga e absoluta verdade e as demais são todas vira-latas, aliás além de você tem alguns Bruxos Tradicionais que agora também se acham o “supra-sumo” da Arte no Brasil, os únicos e verdadeiros iniciados, fico feliz que minha linhagem é pelo Sague de Caim.

Se  seus iniciadores tiverem opinião e comportamento como os seus, realmente prefiro continuar sendo vira-lata, ou outro termo que você achar adequado a nós. 
Entendo que minha resposta atingiu em cheio seu ego e isto nos deixa contentes, ao ponto de lhes faltar argumentos, encare isso como parte do seu processo iniciático, como parte de reconhecer o próprio Ego, que necessita morrer, nada mais justo para você que ver-se refletida no espelho do Ego de Nossa Senhora Rainha dos Céus.

Agora, se a Irmã é uma Bruxa que aprendeu a saltar entre os mundos,
Se é uma verdadeira serva da Deusa Rã,
Se a Irmã é conhecedora dos meios que conduz aos Prados do Bode, aos Campos de Josefá;
Se você sabe cantar o“encatamento que conduz ao sabá, unte seu corpo ou tome seu chá e então começa cantar o feitiço:

“...Azazas, Azazas, Azazas,
Nasatanadas Ò, Meu Sagrado São Jorge,
Principe deste Mundo....
Meu Dhulqarnen, Mestre do Sabá,
Seja Tu Santo ou Diabo, vem a mim,
Ensina-me o arcanum da Via Norturna
Ensina-me o mistério do Ungüentis diaboli
E o segredo do Vinum Sabbati
Dai-me a Chave para o Reinado dos Sonhos...
Montado sobre o Cavalo de um ano e um dia,
Tua lança, raio da iniciação, alcança o coração do Dragão...
E pousado no ponto central da Encruzilhada...Eu...
Possa voando comungar com o povo pálido nos Campos Josafá
Ouça minha oração: NUNC SCIO TENEBRIS LUX
Zazas, Zazas, Zazas,Nasatanadas, Zazas
Coruja, coruja,  coruja,No corpo de uma coruja eu vou entrar,
Com bastante suspiros e muito trabalho,
Em nome do Diabo eu vou....
E quando voltar para minha casa,
Retornarei para meu corpo de forma tranquila e calma...
Zazas, Zazas, Zazas,
Nasatanadas, Zazas....”
Então que possamos nos encontrar por lá.
.




Um comentário:

Juremeiro Jair de Santana disse...

Até hoje nunca lhe encontrei em sonhos..